ECOBIO Produtos Orgânicos
Olá, Visitante! Conecte-se em sua conta ou cadastre-se.

Uso de herbicida prejudica videiras no norte do RS

Publicada em 03 de Fevereiro 2011.

O uso indiscriminado de herbicidas virou o principal inimigo dos parreirais na região norte do Estado. Produto altamente volátil, os agroquímicos têm atingido videiras de propriedades rurais a até um quilômetro de distância, causando prejuízo por safras seguidas e deixando produtores em estado de alerta.

A uma semana da colheita de uva, Raimundo Cerioli, de Barão de Cotegipe, perdeu toda a produção. A suspeita de que os parreirais tenham sido atingidos por um herbicida usado em propriedades vizinhas virou foco de investigação do Ministério Público de Erechim.

Cerioli mantinha cerca de mil pés de videira, mas as folhas secaram e as uvas ficaram murchas. O prejuízo pode ultrapassar os R$ 20 mil que Cerioli ganharia vendendo 10 toneladas de uva.

- O herbicida age como um inibidor de crescimento, e as videiras são plantas muito suscetíveis - informa o agrônomo Luiz Antônio Busatta, da Emater Regional de Erechim.

O mesmo problema fez com que a família Schaffer, de Erebango, perdesse metade dos três hectares cultivados na propriedade e levasse o caso à polícia. Exames periciais devem indicar qual o veneno causador dos estragos, mas a Emater aponta que normalmente o princípio ativo do 2,4-D tem sido o grande vilão.