ECOBIO Produtos Orgânicos
Olá, Visitante! Conecte-se em sua conta ou cadastre-se.

Adubação orgânica reduz custo em até 30%

Publicada em 10 de Abril 2012.

A adubação orgânica já é bastante disseminada no meio rural. No entanto, cada cultura exige cuidados específicos e apresenta diferentes resultados. A cultura do tomate, por exemplo, tem respondido bem a esse tipo de adubação associado à adubação comum e pode garantir uma redução de custo de até 30% para o bolso do produtor rural. A adubação orgânica no tomate será um dos temas abordados no 2º GVS Irriga, que acontece no dia 06 de agosto, no GVS Centro de Pesquisa e Tecnologia Agrícola.
 
Segundo Nilvo Altman, diretor técnico do grupo Sic Cerrado, a adubação orgânica preza pela utilização de material de composto que não concorre com nutrientes do solo. Normalmente, se utiliza também materiais com aditivos para se obter um fortalecimento da adubação.


— O produtor pode utilizar materiais da propriedade, como esterco e resíduos orgânicos, gerando um composto orgânico de melhor qualidade que a própria matéria-prima. Colocando-se uma quantidade adequada desse composto na cultura, é possível suprir parcialmente ou até totalmente a adubação — afirma o diretor.


De acordo com ele, o grupo tem conseguido resultados satisfatórios misturando a adubação orgânica com a adubação química. Os tomates utilizados em pesquisas são os industriais e são diversas as variedades que respondem bem a esse tipo de adubação. Para Altman, os benefícios são muitos.


— Como a adubação orgânica pode substituir parcialmente a adubação comum, o produtor consegue obter benefícios econômicos, tendo um custo menor. Além disso, existe também o benefício ambiental, já que o produtor consegue reciclar da propriedade partes de nutrientes e matéria orgânica que seriam perdidas — conta.


Ele explica que, quando o agricultor usa a matéria-prima da sua propriedade para fazer um composto adequado a fórmulas especiais e substituindo parcialmente a adubação química, com certeza esse produtor obterá um benefício econômico. De acordo com ele, pode haver uma redução de custo de até 30% ou mais, dependendo da composição utilizada.


— Sempre recomendamos trabalhar com a adubação orgânica em conjunto com a química. O produtor precisa ter um cuidado muito especial com o adubo orgânico, que deve ser sempre formado através de compostagem e deve ser decomposto antes de ser aplicado no solo — orienta o diretor.


Altman diz ainda que, além do benefício econômico e ambiental, a adubação beneficia a cultura, pois através dela o produtor consegue garantir uma condição melhor de estruturação no solo, melhor condição para a planta buscar nutrientes e vigor. Portanto, segundo ele, complementada com a adubação química, a orgânica mostra um benefício visual.