ECOBIO Produtos Orgânicos
Olá, Visitante! Conecte-se em sua conta ou cadastre-se.

Meu filho é vegano: isso pode ser um problema?

Publicada em 21 de Dezembro 2018.

São várias as razões pelas quais as pessoas fazem opções nutricionais específicas. Estas decisões são geralmente norteadas por tradições culturais, de cunho ambiental, crenças religiosas ou até mesmo por uma perspectiva própria de visão de mundo. Respeitam-se todas e isso não se discute.

As opções são várias: as pessoas podem escolher, por exemplo, uma alimentação vegana, vegetariana, ovolactovegetariana, ovovegetariana ou lactovegetariana.

Qual a diferença entre estas opções? Há alguma restrição para crianças? Vamos entender.

Vegetarianos: excluem de sua dieta as carnes (bovina, suína ou de qualquer animal), aves, peixes e seus derivados como ovos, leite ou laticínios.
Ovolactovegetarianos: excluem todas as carnes, aves e peixes. Consomem ovos, leite e laticínios.
Ovovegetarianos: excluem todas as carnes, aves, peixes, leite e derivados. Consomem ovos.
Lactovegetarianos: excluem todas as carnes, aves, peixes e ovos. Consomem leite e derivados.
Veganos: excluem todas as carnes, aves, peixes e também os seus derivados como ovos, leite ou laticínios, além de não usarem roupas ou produtos que contenham animais ou peixes.
Carnes, aves, peixes, ovos, leite e laticínios são excelentes fontes de energia e nutrientes, dentre os quais se destacam as proteínas, vitaminas e minerais como o cálcio, ferro e zinco, por exemplo.

Crianças e adolescentes tem necessidades nutricionais bastante específicas e intensificadas em função do seu crescimento e desenvolvimento progressivos até a fase adulta. Neste sentido, uma alimentação sem restrição, equilibrada e saudável, naturalmente facilita a obtenção das necessidades nutricionais diárias que garantem o aporte para o crescimento sem deficiências específicas.

No entanto, para aqueles que optam por uma alimentação que contenha restrições de quaisquer tipos existe, sim, a possibilidade de fornecimento dos nutrientes essenciais com uma alimentação de base vegetariana. Para isso, a orientação nutricional, feita cuidadosamente por um profissional da área – nutricionista ou nutrólogo – é absolutamente essencial para prover a quantidade suficiente de nutrientes que garanta a potencialidade biológica de crescimento das crianças e adolescentes e, no futuro, a qualidade de vida dos adultos.


A responsabilidade, o conhecimento e o bom senso devem sempre nortear nossas opções na vida.

 

Fonte: https://g1.globo.com/bemestar/blog/ana-escobar/post/2018/11/26/meu-filho-e-vegano-isso-pode-ser-um-problema.ghtml